CCEE: geração eólica aumenta 80% em agosto

Consumo teve elevação de 0,09% e geração, de 0,07%, na comparação com mesmo mês do ano passado

O consumo e a geração de energia elétrica em agosto registraram elevação de 0,09% e 0,07%, respectivamente, na comparação com o mesmo mês de 2014, de acordo com dados consolidados da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica. Na geração, o destaque foi o desempenho das usinas eólicas, que aumentaram em 80% o montante de energia gerada no mês, frente ao mesmo período do ano passado.

Houve redução de 6,55% na geração térmica, sendo as que usam óleo como fonte, com queda de 49,3%, e as biocombustíveis, com baixa de 27,8%, as que registraram maiores reduções. As usinas nucleares e movidas a biomassa, por outro lado, tiveram aumento de 114% e 9,4%, respectivamente. Os dados constam do Boletim InfoMercado Mensal, publicado pela CCEE.

No que diz respeito ao consumo, a elevação se deve a uma pequena alta registrada no Ambiente de Contratação Regulada de 0,79%. Em agosto de 2015, foi totalizado 45.607 MW médios contra 45.245 MW médios no mesmo período do ano passado. Já no Ambiente de Contratação Livre, o consumo ficou em 13.841 MW médios, com diminuição de 2,21% em relação a agosto de 2014.

Segundo a CCEE, a análise do consumo de energia por ramo de atividade dos consumidores livres e especiais aponta novo recuo no ritmo da atividade industrial em agosto. Os dados apontam queda de 2,64% frente ao mesmo mês de 2014, com o setor de veículos registrando a retração mais expressiva, de 16%, seguido pelo têxtil, de 13,2%. Mesmo com o cenário de baixa, seis atividades registraram aumento de consumo, com destaque para o setor de extração de minerais metálicos, com alta de 4,85%, comércio, com elevação de 4,45%, e de telecomunicações, com crescimento de 3,57%.

O boletim aponta ainda o registro de 20.616 contratos no sistema da instituição em agosto deste ano, correspondente a um montante de 92.317 MW médios em energia elétrica comercializada.