Compensação por interrupção de energia chega a R$ 180 milhões no primeiro semestre

Maior número de compensações mensais foi feito no Sudeste, com 13,9 milhões de pagamentos no valor total de R$ 77,9 milhões

A Agência Nacional de Energia Elétrica divulgou o balanço do primeiro semestre de compensações a consumidores por interrupção no fornecimento de energia no país. Os consumidores de energia elétrica receberam R$ 180 milhões em compensação por interrupção no fornecimento nos seis primeiros meses do ano. O valor representa um total de 37,8 milhões de pagamentos pelo descumprimento dos indicadores individuais de Duração de Interrupção por Unidade Consumidora (DIC), Frequência Equivalente de Interrupção por Unidade Consumidora (FIC), Duração Máxima de Interrupção Contínua por Unidade Consumidora (DMIC) e Duração da Interrupção Individual ocorrida em Dia Crítico por unidade consumidora ou ponto de conexão (DICRI). As transgressões aos limites trimestrais chegaram a R$ 27 milhões, com 10,9 milhões de pagamentos efetuados.

Os dados constam de um balanço parcial consolidado pela Aneel a partir das informações encaminhadas pelas 63 distribuidoras do país. O maior número de compensações mensais foi feito no Sudeste, com 13,9 milhões de pagamentos no valor total de R$ 77,9 milhões. O Nordeste aparece em seguida, com 11,6 milhões de compensações que somaram R$ 40,2 milhões. No Sul foram 6,265 milhões de pagamentos com valor total de R$ 25 milhões; no Centro-Oeste foram 4,839 milhões com valor de R$ 30,730 milhões; e, no Norte foram 1,185 milhão somando R$ 6,906 milhões.