Tarifas da Celg-D terão aumento médio de 6,89% no dia 12

Aneel também aprovou o reajuste anual da Chesp, que terá efeito médio de 4,38% para os consumidores

A Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou aumento médio de 6,89% para as tarifas da Celg Distribuição, com impacto médio de 6,72% para os consumidores atendidos em baixa tensão e de 7,23% em média para o segmento de alta tensão. As novas tarifas serão aplicadas a partir de 12 de setembro.

As tarifas da distribuidora já haviam aumentado esse ano 27,54%, com a Revisão Tarifária Extraordinária autorizada pela Aneel em 27 de fevereiro. A Celg-D atende cerca de 2,7 milhões de unidades consumidoras no estado de Goiás.

A agência reguladora também homologou o reajuste anual da Companhia Hidroelétrica São Patrício a partir do dia 12. As tarifas da distribuidora, que é suprida pela Celg, terão aumento médio de 4,38%, com efeito médio de 4,36% na alta tensão e de 4,38% na baixa tensão. A Chesp atende a cidade de Ceres, no interior de Goiás.