Santo Antônio Energia deve investir mais R$ 2 bilhões para concluir usina

Maior parte desse volume de recursos, R$ 1,3 bilhão será aplicado no segundo semestre de 2015

A Santo Antônio Energia ainda deverá investir R$ 2 bilhões para terminar a obra da usina. O maior volume desses recursos deverá ser aplicado ainda este ano e em 2016 e 2017 ficarão apenas montantes residuais diante do investimento total na UHE localizada no rio Madeira. A previsão é de que no segundo semestre sejam desembolsados R$ 1,3 bilhão e os R$ 700 milhões restantes divididos de forma igualitária nos dois anos seguintes.

Segundo o diretor Financeiro e de Relações com Investidores da empresa, Luiz Pereira de Araújo Filho, a maior parte desses recursos deverá ser obtido por meio das atividades da própria empresa, que já tem capacidade de geração equivalente a sua energia assegurada desde setembro de 2014. Este ano, a UHE terá o acréscimo de apenas duas turbinas em operação comercial, a 33ª em novembro e a próxima em dezembro. No ano de 2016 entrarão as 16 que ainda restarão.
Outra fonte de recursos está em uma linha de financiamento suplementar de R$ 1,190 bilhão e que ainda apresenta um saldo a sacar de R$ 450 milhões. Com esse equacionamento financeiro, disse o executivo em teleconferência a analistas e investidores, a empresa não tem feito chamada de capital junto aos sócios. Sobre o desempenho da empresa, o executivo destacou que a companhia tem feito a provisão para o GSF em separado no balanço apesar de possuir uma liminar que a protege desse pagamento. “Hoje temos um provisionamento do GSF de R$ 349 milhões e fizemos isso porque a decisão na Justiça ainda é liminar”, afirmou o diretor.
A empresa contudo ainda briga pelo reconhecimento do Fator de Indisponibilidade em 99,5% apenas quando tiver as 44 turbinas do projeto original em operação comercial. Segundo o executivo, essa condição traria flexibilidade de atender a esse alto índice de disponibilidade diante da energia assegurada da usina que foi alcançada com as atuais 32 unidades de geração. A discussão é que a Aneel não entendeu isso e cobra a disponibilidade da usina em 99,5% desde que a primeira UG entrou em operação comercial. Araújo Filho disse que se não fosse o provisionamento do GSF que a empresa vem fazendo, o resultado negativo do semestre seria positivo. Os resultados da empresa foram compensados com a estratégia de sazonalização que concentrou a alocação de garantia física no primeiro semestre, uma medida acertada em sua opinião.
Ainda nesta quinta-feira, 6 de agosto, a Santo Antônio Energia comemorou ser a quarta maior geradora do país no segundo trimestre. As 32 UGs em operação produziram 1.222,41 MW médios. Esse volume coloca a UHE atrás apenas de Itaipu, Tucuruí e Jirau, citando dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico.