Fitch afirma ratings de inadimplência da AES Eletropaulo em BB

Agência também afirma Rating Nacional de Longo Prazo em A+(bra)

A Agência de classificação de risco Fitch Ratings afirmou nesta terça-feira, 23 de junho, os Ratings de Probabilidade de Inadimplência do Emissor da AES Eletropaulo (SP) em Moeda Estrangeira e Local “BB” e o Rating Nacional de Longo Prazo “A+ (bra) ”. A perspectiva é estável. De acordo com a Fitch, ratings da distribuidora refletem a moderada alavancagem, mitigada parcialmente pela robusta posição de liquidez e pelo longo perfil de amortização da dívida.

A análise da Fitch também considera o baixo risco de liquidez das distribuidoras brasileiras, devido à introdução das bandeiras tarifárias e da revisão tarifária extraordinária no primeiro trimestre de 2015 para compensar o alto custo da aquisição de energia e da Conta de Desenvolvimento Energético. Ainda segundo a Fitch, o fluxo de caixa livre da AES Eletropaulo deverá ser positivo somente a partir de 2016, uma vez que o fluxo de caixa das operações deve continuar limitado em 2015, devido ao retorno dos últimos R$ 206 milhões do R$ 1,1 bilhão cobrado a mais dos consumidores de julho de 2011 a junho de 2012. As atualmente altas tarifas de energia para os consumidores, associadas à expectativa de retração do Produto Interno Bruto do Brasil em 2015, também poderão impactar negativamente a AES Eletropaulo, devido à tendência de reduzir o consumo de energia e de aumentar a inadimplência das contas de luz e as perdas de energia.

A receita líquida e o Ebitda da distribuidora devem se beneficiar da alta das tarifas, já que a RTE de março de 2015 ficou em 32% e há expectativa de a revisão tarifária a ser aplicada em julho ser de 15% a 16%. Isto deve compensar a esperada redução do consumo de energia este ano, decorrente do maior custo da eletricidade e do desafiador cenário macroeconômico. Uma ação negativa pode ocorrer caso a alavancagem líquida consistentemente acima de quatro vezes e pode ser elevado caso a alavancagem líquida fique abaixo de 2,5 vezes.