Multa por atraso no linhão do Madeira é mantida pela Aneel

Agência não aceitou argumento da IE Madeira de que atraso ocorreu por problemas no licenciamento ambiental

A Agência Nacional de Energia Elétrica negou recurso apresentado pela Interligação Elétrica do Madeira S.A. e manteve a multa de R$ 194,2 mil por atraso na conclusão do linhão destinado ao escoamento de energia das hidrelétricas de Jirau e Santo Antônio. A linha tinha previsão de entrada em 26 de abril 2013, mas só ficou disponível para operação em 12 de maio de 2014.
 
A IE Madeira alegou demora no processo de licenciamento ambiental pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis. Segundo a empresa, houve atraso na aprovação dos estudos do empreendimento, que atravessa dois biomas – o Amazônico e o Cerrado.