MME enquadra eólica no Piauí ao Reidi

Valor do investimento chega a R$ 185 milhões

O Ministério de Minas e Energia aprovou nesta quarta-feira, 10 de junho, o enquadramento ao Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento da Infraestrutura da EOL São Basílio, no Piauí. Serão construídas onze unidades geradoras, que totalizam 29,7 MW de capacidade instalada, além de um sistema de transmissão de interesse restrito, constituído por uma rede coletora de uso exclusivo que contempla dois circuitos simples e se interliga com outras subestações e eólicas. As obras, que começaram em 30 de dezembro de 2014, tem previsão de término para 30 de dezembro de 2015. O empreendimento demandou R$ 185 milhões em investimentos, sem impostos.