Rio Grande do Sul terá usina de biogás

Projeto terá capacidade de geração de 8,5MW, podendo chegar a 17 MW

A Solví Valorização Energética e a divisão de Distributed Power da GE anunciaram projeto de usina biotérmica movida a biogás de aterro no município de Minas do Leão, no Rio Grande do Sul. A empresa escolhida para o projeto foi a Biotérmica Energia, empresa do Grupo Solví e Copelmi, que construíram a primeira planta no estado a gerar eletricidade a partir do biogás do lixo urbano depositado em aterro sanitário. O projeto completo soma investimentos superiores a R$ 30 milhões e, inicialmente, terá capacidade de geração de 8,5MW – podendo chegar a 17 MW, ou o suficiente para atender a uma cidade de cerca de 200 mil habitantes.