Eólica da Chesf em Pernambuco entra no Reidi

Ainda no Estado, fotovoltaica também é enquadrada pelo MME

O Ministério de Minas e Energia autorizou na última sexta-feira, 5 de junho, o enquadramento ao Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento da Infraestrutura da EOL Ventos de São Clemente 8, em Pernambuco. Serão construídas dez unidades geradoras, que possuem um total de 20 MW de capacidade instalada. As obras serão iniciadas em 10 de fevereiro de 2016, e tem previsão de término em 10 de janeiro de 2017. O projeto teve um custo de R$ 74,1 milhões, sem impostos. A usina é uma propriedade da Salus e da Chesf.

Ainda foi enquadrada no Reidi a UFV São Pedro e Paulo I, localizada também em Pernambuco. Vinte módulos solares serão empreendidos, com potência instalada total de 93,6 MW. O período de obras teve início em 10 de fevereiro de 2015, e vão até 10 de julho desse ano. O projeto teve um custo de R$ 119,1 milhões, sem a incidência de impostos.