Eólicas em Pernambuco entram no Reidi

CGH em Tocantins também recebe o enquadramento

O Ministério de Minas e Energia autorizou na última sexta-feira, 29 de maio, o enquadramento ao Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento da Infraestrutura das EOLs Ventos de São Clemente 6 e 7, ambas localizadas no município de Caetés, em Pernambuco. Na primeira eólica, serão construídas treze unidades geradoras, que somam 26 MW de potência. O investimento do projeto chega a R$ 96,3 milhões, sem impostos. Já na segunda usina, doze turbinas serão empreendidas, com um capacidade instalada total de 24 MW. O custo da construção chega a R$ 88,9 milhões, sem a incidência de impostos. As obras nas usinas tiveram início em 10 de fevereiro de 2016, e vão até 10 de janeiro de 2017.

A Aneel aprovou ainda a entrada da CGH Tapuias (TO) no Reidi. Uma unidade geradora será construída, com 1 MW de potência total instalada. O período de obras foi iniciado em 30 de abril de 2015, e tem previsão de término em 20 de outubro de 2016. O projeto teve uma demanda de R$ 6,4 milhões, sem a contabilização de impostos.