Proinfa tem cotas de transmissoras fixadas com um total de R$ 17,4 milhões

CDE referente a março de 2015 soma R$ 6,4 milhões. Cota da Cemig-GT para esse encargo é de R$ 1,6 milhão

A Agência Nacional de Energia Elétrica fixou na última sexta-feira, 22 de maio, as cotas de custeio do Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica relativas a julho de 2015 para as transmissoras. De um montante total de R$ 17.451.608,95, a Eletronorte vai pagar o maior valor, de R$ 6.348.897,05, seguida pela Chesf, com R$ 3.829.616,17. A Itatim é a transmissora que registra a menor cota, com R$ 4.099,18. A data limite para recolhimento, que deverá ser feito à Eletrobras, é dia 10 de junho.

A Aneel fixou também os valores das cotas do encargo da Conta de Desenvolvimento Energético para março de 2015 para as transmissoras. O total que deverá ser pago pelas concessionárias chega a R$ 7.179.070,39. A maior cota é a da Cemig-GT, com R$ 1.642.598,9, seguida por Furnas, com R$ 1.553.888,53. Novamente a Itatim registrou a menor cota, que foi de R$ 3.138,15. Os montantes deverão ser recolhidos até o próximo dia 30 de maio.