Parques eólicos recebem licença de operação da Fepam/RS

Usinas totalizam 98 MW de potência e somam R$ 602,7 milhões em investimentos

A Fundação Estadual de Proteção Ambiental do Rio Grande do Sul expediu na última quarta-feira, 20 de maio, licenças de operação para os parques eólicos Chuí I, II, IV e V, que integram o Complexo Eólico Campos Neutrais no extremo sul do estado. Os quatro parques que receberam a licença de operação da Fepam possuem 49 aerogeradores, 98 MW de capacidade instalada e somam R$ 602,7 milhões em investimentos, gerando aproximadamente mil empregos diretos e indiretos.

Ao todo, os seis parques eólicos Chuí (I, II, IV, V, VI e VII), em implantação pela Eletrosul e Rio Bravo Energia I – FIP, possuem 72 aerogeradores com potência instalada de 144 MW e investimentos de R$ 883,9 milhões. Localizados nos municípios gaúchos de Chuí e Santa Vitória do Palmar, ocupam uma área de 3.269 hectares. O número de empregos diretos e indiretos gerados na região chega a 1.500.

Além do parque Chuí, o Complexo Eólico Campos Neutrais, que é o maior da América Latina, com 583 MW, contempla os parques Geribatu (258 MW), já em operação, e Hermenegildo (163 MW), em construção. Juntos, terão capacidade para atender a 3,3 milhões de habitantes. A licença determina que a empresa apresente semestralmente relatórios descrevendo sua atuação no monitoramento ambiental com informações sobre a preservação da fauna e a proteção da vegetação nativa remanescente na área.