Moodys rebaixa para Ba1 rating da Eletrobras

Resultado do trimestre não impediu rebaixamento. Agência vai avaliar capacidade da empresa em melhorar margens e liquidez

A Agência de classificação de risco Moody’s rebaixou na última quinta-feira, 21 de maio, o rating em moeda estrangeira da Eletrobras de Baa3 para Ba1. De acordo com a agência, embora a empresa tenha apresentado melhora nos seus últimos resultados financeiros, as métricas de crédito ainda estão fracas para o rating Ba3. A Moody’s vai avaliar a capacidade da Eletrobras em melhorar as margens operacionais, os financiamentos de longo prazo para os seus projetos e a melhora na liquidez. A liquidez da empresa para 2015 é considerado relativamente adequada, uma vez que irá beneficiar de alguns fluxos de caixa extraordinárias, como as indenizações por ativos de transmissão referentes a lei 12.783/2013.

O rating Ba1 reflete a avaliação de crédito individual, o alto nível de apoio do governo e o rating Baa2 do Brasil, que tem perspectiva negativa. Segundo a Moody’s, uma atualização positiva nos ratings da empresa é improvável no curto e no médio prazo.

Ainda de acordo com a Moody’s, os ratings da Eletrobras poderão ser novamente rebaixados caso a métrica de crédito não melhorarem em 12 a 18 meses ou se ela perceber uma deterioração da liquidez da empresa. Um eventual rebaixamento de rating do Brasil poderá desencadear mudanças no rating da empresa.