Multa por atraso em obras da Chesf é reduzida para R$291 mil

Estatal tem atraso médio de 762 dias em 94% dos projetos em andamento

A diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica reduziu multa da Chesf por atraso em obras de transmissão de R$ 337,3 mil para R$ 291,3 mil. A penalidade foi aplicada em dezembro de 2014 após fiscalização nas obras das subestações Sobral II, Cauípe e Governador Mangabeira, no Ceará. A Aneel não aceitou os argumentos da estatal, que alegou dificuldades nos processos de licitação, problemas de desempenho das empresas contratadas e complexidade das obras. Mas reviu o cálculo da multa. 

Dados da fiscalização da agência mostram que 76 dos 81 empreendimentos de transmissão em implantação pela empresa estão atrasados. Esse número representa 94% dos projetos em andamento, que têm atraso médio de 762 dias.