Lucro da Light recua 28% no primeiro trimestre

Perdas comerciais na baixa tensão recuaram 1 ponto porcentual mas ainda estão próximas a 40%

A Light reportou lucro liquido de R$ 129 milhões no primeiro trimestre do ano, esse montante equivale a uma redução de 28,8% em comparação com o mesmo período do ano passado. Essa variação, explicou a empresa, deve-se ao resultado financeiro consolidado que apresentou variação desfavorável à concessionária em 125,9%. Esse movimento ocorreu em função da elevação da taxa básica de juros, pois 71,4% da dívida da companhia está indexada ao CDI.

O resultado Ebitda (antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da Light ficou em R$ 494,4 milhões, 9,2% acima do reportado no mesmo trimestre de 2014. Esse crescimento é atribuído ao aumento de 17,8% no segmento de distribuição e de 129,7% em comercialização e serviços. Quanto ao desempenho operacional, a Light registrou um aumento do consumo de 0,6% em sua área de concessão com 7.422 GWh no primeiro trimestre de 2015. O segmento residencial aumentou a demanda em 2% e o comercial em 3,7% nessa base de análise.
As perdas comerciais da Light no segmento de baixa tensão recuaram 1 ponto porcentual, ficaram em 39,88%da energia requerida. A empresa destacou em seu release de resultados que vem investindo em processos de inspeções contra fraudes, modernização da rede e sistemas de medição que levaram à recuperação de 39,2 GWh e 46,5 GWh em energia incoporada. Foram feitas 14.824 normalizações de clientes e o número de medidores eletrônicos instalados chegou a 655 mil unidades.
Ao mesmo tempo, os indicadores de qualidade DEC e FEC melhoraram 15,1% e 11,8%, respectivamente, em comparação com os três primeiros meses do ano passado. Os investimentos da Light somaram R$ 170,6 milhões sendo que R$ 159,4 milhões foram aplicados no segmento de distribuição, sendo que o combate às perdas teve destaque em termos de destino desses recursos.