LFA termina com a contratação de 96,9 MW médios

Biomassa para 2016 negociou 67,2 MW médios em oito usinas e três parques eólicos 29,7 MW médios

O Leilão de Fontes Alternativas terminou após pouco mais de uma hora de negociação e encerrou com a contratação de 96,9 MW médios de duas fontes. A biomassa 2016 viabilizou 67,2 MW médios em contratos e a eólica para 2017 29,7 MW médios em três parques. Os contratos somam montante financeiro de R$ 3,397 bilhões. O preço médio do leilão ficou em R$ 199,97/MWh.

Conforme já era esperado o deságio médio não foi expressivo. Na fonte biomassa-2016 foi de 2,37% com preço médio de R$ 209,91 e na eólica 2017 de 0,85% com preço médio de R$ 177,47. A expectativa do mercado está mais concentrada no A-5 que ocorrerá na próxima quinta-feira, 30 de abril.
Com esse leilão foram viabilizados empreendimentos que somam 479,3 MW de capacidade instalada, a maior parte de biomassa. A garantia física desses 11 projetos somam 176,9 MW médios. A fonte biomassa para início de suprimento em 2017 saiu da disputa ainda na etapa de transmissão, a terceira do leilão, e não gerou contratos. 
Entre os maiores compradores estão a AES Eletropaulo (SP) com o montante equivalente a 44,9% do total negociado no leilão, seguido por Coelba (BA) com 8,58% e Light (RJ) com 5,5% do total. Compraram energia 34 distribuidoras.