Sobradinho já opera com vazão média mínima de 600 m3/s

Nível é o menor já operado. Caso vazão original de 1.300m3/s estivesse em uso, nível operacional teria zerado em novembro de 2014

Desde o último dia 29 de maio, a vazão média mínima mensal de defluência, autorizada pela Agência Nacional de Águas, nos reservatórios de Sobradinho e Xingó é de 600 m³/s. A autorização para operar nesse nível de defluência foi dada pela ANA no último dia 26 de abril e pelo Ibama no dia 10 de maio, mas a operação ainda dependia da realização de testes, que estão sendo efetuados com sucesso. Esse é o menor patamar de vazão mínima defluente já praticado nos reservatórios da bacia do rio São Francisco, que atravessa um período crítico.

De outubro de 2016 a meados de maio de 2017, choveu 51% abaixo da média para o período, o que faz do período chuvoso de 2016/2017 o pior ano hidrológico para a bacia do São Francisco. O último ano de precipitação acima da média foi em 2011. Desde então, tem chovido abaixo da média em todos os anos. Ontem, o volume equivalente dos reservatórios – Três Marias, Sobradinho e Itaparica – era 19,30% da capacidade de reservação. Na mesma época do ano passado, o volume armazenado era equivalente a cerca de 30% do volume útil. As medidas adotadas e adicionais têm o objetivo de evitar atingir a reserva técnica, o chamado Volume Morto, até o fim do período seco, em novembro.

A licença ambiental do Ibama para a operação do reservatório de Sobradinho, o maior da bacia com volume útil de 28 bilhões m³ e capacidade para armazenar 34 bilhões de m³, prevê vazão defluente média mensal de 1.300 m³/s, mas desde 2013 a ANA e o Ibama, após reunião com as partes interessadas e a realização dos devidos testes, vêm autorizando reduzir o volume de descarga desses reservatórios para preservar os estoques. As reduções foram feitas de maneira paulatina: do patamar de 1.300m³/s para os atuais 600m³/s. Caso as medidas não fossem adotadas, já em novembro de 2014 teria sido atingido o zero operacional em Sobradinho, ou seja, o chamado volume morto. As operações especiais economizaram cerca de 35 bilhões de m³ até agora, mais do a capacidade de todo o reservatório de Sobradinho.

A data sugerida para o início da suspensão semanal da captação na bacia do são Francisco é dia 14 de junho. Antes de serem confirmadas, as medidas voltarão a ser avaliadas nas duas próximas reuniões semanais de monitoramento da Bacia do rio são Francisco, marcada para os dias 5 e 12 de junho.