Energisa: consumo volta a crescer no mercado cativo após 9 meses

Nos primeiros seis meses do ano, o grupo apresentou aumento de 2,3% no consumo de energia no mercado cativo e livre

O Grupo Energisa divulgou nesta segunda-feira, 24 de julho, o desempenho consolidado do mercado de suas distribuidoras em 2017.  Em junho, o consumo total do grupo apresentou aumento de 5,7% (2.415,8 GWh) na comparação com o mesmo mês do ano anterior. Destaque para o crescimento de 2% (2.021,9 GWh) do mercado cativo, que não registrava resultado positivo desde agosto de 2016.

Segundo a Energisa, contribuiu para o desempenho do mercado cativo o consumo da classe residencial (7,5%), favorecido pela elevação das temperaturas, em especial nas regiões de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Em decorrência, em parte, das migrações de consumidores do mercado cativo, o mercado livre apresentou crescimento de 30,3%.

O Grupo Energisa atua em soluções energéticas e comercialização, mas sua principal atividade é distribuição de energia elétrica. São 13 empresas em 788 municípios nos estados de Minas Gerais, Sergipe, Paraíba, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, São Paulo e Paraná. O grupo atende a 6 milhões de clientes, alcançando cerca de 16 milhões de pessoas, o que equivale a 8% da população brasileira.

Refletindo uma ligeira melhoria da demanda nos meses de maio e junho de 2017, o consumo de energia elétrica no mercado cativo e livre no segundo trimestre de 2017 totalizou 7.312,8 GWh, o que representou crescimento de 2,3% em relação ao segundo trimestre do ano passado.

Nos primeiros seis meses do ano, o consumo de energia elétrica no mercado cativo e livre (14.685,2 GWh) do grupo apresentou aumento de 2,3% em relação ao mesmo período do ano anterior. O mercado livre (TUSD) apresentou crescimento de 31,6% no consumo, em parte, em decorrência das migrações.  Já o consumo no mercado cativo (12.384,5 GWh) mostrou queda de 1,8% no primeiro semestre de 2017, impactado pelas referidas migrações.