Sobradinho deve chegar a -1% e Três Marias a 4,1% em novembro, segundo CMSE

Previsão foi apresentada pelo ONS ao CMSE. Redução da vazão de Xingó, no entanto, pode manter reservatório do Nordeste em 0,3%

O reservatório de Três Marias (MG) deve atingir 4,1% do volume útil e o de Sobradinho (BA) -1% no fim do período seco, em novembro desse ano. A expectativa de armazenamento para as hidrelétricas do rio São Francisco foi apresentada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico nesta quinta-feira, 3 de agosto, durante a reunião mensal do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico.

De acordo com o ONS, Sobradinho pode ficar acima do nível mínimo operativo, com 0,3% do volume útil  se a vazão da usina de Xingó, localizada entre Alagoas e Sergipe, for reduzida  para 550m³/s a partir de setembro. Ainda durante o período úmido, o operador trabalhou com a possibilidade de que o reservatório daquela usina atinja o volume morto, fato inédito na história do empreendimento.

No último dia 17 de julho, a Agência Nacional de Águas emitiu autorização para a redução das vazões das duas usinas da Chesf para 550 m³/s, mas ainda é necessária autorização especial do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis para que os testes sejam iniciados. O  ONS tem feito simulações semanais sobre a situação das UHEs Três Marias (operada pela Cemig), Sobradinho e Itaparica, utilizando os piores cenários de afluências verificados no histórico de mais de 80 anos e, segundo o operador, a situação atual tem se aproximado desses cenários.