Coprel registra mais de 700 postes caídos durante severo temporal

Ventos que chegaram a 128km/h equivalem a força de um furacão na categoria 1

A Coprel divulgou nesta quinta-feira, 5 de outubro, registros das ocorrências que afetaram a rede elétrica e distribuição de energia de sua área de concessão, após o forte temporal da tarde do último domingo, 1º de outubro. Com ventos fortes de até 128km/h, os municípios mais afetados foram Tupanciretã, Joia, Cruz Alta e Salto do Jacuí, seguido por Boa Vista do Cadeado, Boa Vista do Incra, Ibirubá, Jari, Panambi e Condor. No entanto, a companhia informa que praticamente todos os municípios de sua área de atuação sofreram danos ocasionados pela força dos ventos. Para se ter uma ideia do poder de destruição do temporal que atingiu a região, ventos com a velocidade de 120km/h equivalem a força de um furacão de categoria 1.

Em decorrência do temporal, 16.250 cooperantes chegaram a ficar sem energia. Grande parte foi restabelecida ainda nas primeiras horas, no entanto conforme as equipes da empresa percorriam as redes para localizar os defeitos, identificavam redes inteiras destruídas, com mais de 50 postes caídos em sequência. Foram mais de 700 postes caídos, segundo os registros. Os trabalhos prosseguiram durante toda a semana, envolvendo mais de 400 pessoas no restabelecimento de energia, entre colaboradores da cooperativa, eletricistas, operadores do COD, atendentes do Discoprel e administrativo, equipes prestadoras de serviços de construção de redes, e também de outras 8 cooperativas de energia que não foram tão severamente atingidas pelo temporal e cederam equipes de construção de redes para auxiliar nos trabalhos: Cerfox, de Fontoura Xavier; Ceriluz, de Ijuí; Certaja, de Taquari; Certel, de Teutoônia; Certhil, de Três de Maio; Cooperluz, de Santa Rosa; Creluz, de Pinhal; e Creral de Erechim.

Poste atingido pelo temporal (foto: Coprel)

Ocorrências de risco de vida foram priorizadas no atendimento, visando garantir a segurança das pessoas e dos colaboradores que trabalharam no local. As redes troncais também foram priorizadas. Após, as equipes concentraram-se na reconstrução de ramais – redes estas que não podem ser energizados enquanto ainda existem defeitos nas redes troncais.

O Discoprel – atendimento 24 horas da Coprel – recebeu mais de 15 mil ligações. A Coprel também enviou mensagens SMS para avisar os cooperantes sobre os defeitos nas redes de energia e a previsão de retorno. Foram enviadas 35.651 mensagens. “A Coprel tem um compromisso muito grande com o atendimento e a resposta ao cooperante. Mantivemos um contato com a imprensa para levar ao cooperante as informações sobre a situação dos danos do temporal no sistema elétrico. Toda a equipe da Coprel, das cooperativas que nos ajudaram e das empresas prestadoras de serviço fez um grande trabalho, pois em um curto espaço de tempo foram reconstruídos mais de 70 quilômetros de redes. Tudo isso mostra a força da intercooperação para superar estas dificuldades, e temos a certeza que todos deram seu melhor nesta semana de muito trabalho para restabelecer a energia no menor tempo possível”, destacou o presidente da Coprel, Jânio Vital Stefanello.