Cemig fica com ações dos bancos na Luce e Rio Minas Energia

Operação é de pouco mais de R$ 1 bilhão e aumentou a participação da estatal para 75% da RME, holding controladora da Light

A Cemig informou por meio de fato relevante que pagou pouco mais de R$ 1 bilhão e ficou com a totalidade das ações de emissão da Luce Empreendimentos e Participações e a totalidade das ações preferenciais de emissão da Rio Minas Energia Participações, empresa que controla a Light. A parcela adquirida pertencia ao BB Banco de Investimento, BV Financeira e pelo Banco Santander.

Com essa aquisição, a estatal mineira aumentou sua participação acionária na RME de 66,27% para 75% do capital social total, mantendo, contudo, a participação de 50% do capital social votante da RME, bem como aumentou sua participação acionária na Luce de 66,62% para 100% do capital social votante e total.

Emissão – Ainda nesta sexta-feira, 1 de dezembro a companhia informou que a Cemig-GT precificou sua emissão de Eurobonds no valor de US$ 1 bilhão com um cupom de 9,25% ao ano. O prazo é de sete anos.

No comunicado, a empresa destacou que apesar de não ter um histórico de emissões de dívida no exterior, a demanda inicial para a operação alcançou um montante de US$ 3,7 bilhões, o que representa quase quatro vezes a oferta. “Este fato demonstra a confiança do mercado investidor nos fundamentos da empresa, contribuindo com sua estratégia para alongar o perfil da dívida existente”, destacou. A liquidação da operação é prevista para o dia 5 de dezembro.