Equipes da Celesc trabalham na reconstrução das redes avariadas por temporal

Tempestade aconteceu no final de tarde do último domingo, 18 de dezembro, provocando estragos em todo estado catarinense

Na tarde do último domingo, 17 de dezembro, a associação do forte calor e a presença de uma frente fria vinda do Rio Grande do Sul provocaram temporais que atravessaram o estado de Santa Catarina, provocando estragos em municípios em todas as regiões, com forte impacto para o sistema elétrico. O horário mais problemático foi perto das 18 horas, quando a Celesc registrou falta de luz para quase 160 mil unidades consumidoras. No final da manhã desta segunda-feira, 18, com os trabalhos que viraram a noite, restavam 22 mil unidades sem energia, a maioria em Joinville (5.600), Tubarão (8.450) e Criciúma (3.300) onde os estragos foram maiores. Os trabalhos de recuperação permanecerão durante toda esta segunda-feira, até que todo o sistema esteja recuperado.

A Celesc informou que as descargas atmosféricas e ventos prejudicaram o sistema da distribuidora principalmente na região Sul, com ocorrências mais graves no sistema de alta tensão, em Sangão, Jaguaruna, Garopaba e Imbituba, devido à intensidade do vendaval. Nas demais regiões, os problemas foram causados por postes derrubados e fios partidos.

Desde o início do temporal, equipes de emergência estão mobilizadas no restabelecimento do sistema atingido e os trabalhos prosseguem na manhã desta segunda-feira para reconstruir ramais da rede elétrica que sofreram estragos em diversas localidades. As 65 equipes disponíveis na tarde de ontem ganharam reforço e, nesta manhã, mais de 100 equipes próprias e empreiteiras acionadas, além do contingente normal de operação, já trabalham exclusivamente para atender as ocorrências restantes.

Segundo dados divulgados ainda no dia do temporal, as áreas de instabilidade deslocaram-se pelo estado e no início da noite eram mais intensas entre o Planalto Norte, Vale do Itajaí, Grande Florianópolis e Litoral Norte.

Nas estações meteorológicas da Epagri foram registrados ventos de mais de 80 km/h em Chapecó, Araranguá, Rancho Queimado e São Bonifácio, e de 98km/h, em Criciúma. Chuvas em forma de temporais foram registradas em Bom Retiro, Urussanga, Araquari, Laguna e Joinville.