Itaipu e prefeitura anunciam aporte de recursos de R$ 25 milhões para Foz do Iguaçu

Três convênios foram assinados na última quarta-feira (20): recuperação de asfalto na Vila C, projetos ambientais e revisão do plano de saneamento, que terá a participação do Parque Tecnológico da usina

A Itaipu Binacional e a Prefeitura de Foz do Iguaçu assinaram na última quarta-feira, 20 de dezembro, na Fundação Cultural, três convênios de investimentos no valor total de R$ 25 milhões. Um dos projetos, com aporte de R$ 15,1 milhões, irá permitir a recuperação de todo o asfalto da Vila C, do pavimento de algumas áreas do bairro Bela Vista e ainda do acesso ao Núcleo Especial de Polícia Marítima – Nepom – no Rio Paraná, próximo à Ponte da Amizade.

Outro convênio, de R$ 9,1 milhões, prevê a implantação no município de projetos socioambientais já desenvolvidos pela usina na região – entre eles, melhoria de estradas rurais, recuperação da faixa de proteção junto ao reservatório da usina, programas de educação ambiental e a ampliação da infraestrutura da coleta seletiva. O terceiro é uma parceria da prefeitura e o Parque Tecnológico Itaipu – PTI – para a revisão do plano de saneamento de Foz do Iguaçu, no valor de R$ 800 mil.

A cerimônia teve a participação do prefeito de Foz, Chico Brasileiro; do vice, Nilton Bobato; do diretor de Coordenação de Itaipu, Newton Luiz Kaminski; e do diretor administrativo-financeiro do PTI, João Biral Junior – entre outras autoridades municipais, técnicos de Itaipu e lideranças comunitárias.

Do montante de R$ 25 milhões, mais de R$ 16 milhões serão repassados pela empresa – o restante será contrapartida do município. Newton Kaminski observou que as ações têm conexão entre si e destacou o vínculo histórico de Itaipu com a Vila C, criada para receber os trabalhadores que construíram a usina.

O local também faz parte do corredor turístico do município, ao ligar a cidade ao Refúgio Biológico Bela Vista (RBV), e abriga ações importantes da usina, como a recuperação das nascentes do Córrego Brasília. “Estamos resgatando a Vila C e esses projetos não vão parar”, assegurou.

Sobre a revisão do plano de saneamento, Kaminski explicou que a ideia é estabelecer um planejamento para os próximos 20 anos, assentado em quatro eixos: água, esgoto, gerenciamento de resíduos e drenagem urbana. “Hoje de manhã, por exemplo, com a chuva, vimos a quantidade de água acumulada sobre o pavimento. Esse é um ponto importante que vamos trabalhar nesse plano”, exemplificou.

Dentre as ações socioambientais previstas no convênio com a prefeitura, o diretor de Itaipu destacou os investimentos para a melhoria da coleta seletiva, como a aquisição de equipamentos e a recuperação de oito barracões utilizados pela Cooperativa dos Agentes Ambientais de Foz do Iguaçu – Coaafi – para a separação do material reciclável.

“Também estamos prevendo a construção de uma central de comercialização, para o início do ano que vem. São investimentos que vão trazer benefícios para a população e, principalmente, para os catadores [de material reciclável]”, completou.

 

Os investimentos anunciados fazem parte de um grande pacote que irá beneficiar 54 municípios da região Oeste do Estado. Os convênios entre Itaipu e as prefeituras, no valor total de R$ 250 milhões, foram assinados na última segunda-feira, 18 de dezembro, em Curitiba, com a presença do ministro da Saúde, Ricardo Barros, da vice-governadora do Estado, Cida Borghetti, e do diretor-geral de Itaipu, Luiz Fernando Leone Vianna.