Temporal causa cortes no fornecimento de energia no Rio de Janeiro

Sobrecarga na subestação Grajaú ajudou a aumentar os transtornos na cidade, de acordo com a Light

O temporal que atingiu a cidade do Rio de Janeiro na noite de da última quarta-feira, 14 de fevereiro, e na madrugada desta quinta-feira, 15, continua a causar transtornos e prejuízos para os cariocas. Desde o fim da noite de ontem, alguns bairros da cidade estão sem energia elétrica, o que, segundo a concessionária Light, foi causado pela queda de árvores, galhos e objetos sobre a rede elétrica. Em toda a cidade, choveu 75% do esperado para o mês de fevereiro.

De acordo com a companhia, os locais que tiveram a rede elétrica mais atingida são os bairros de Campo Grande, Jacarepaguá, Barra da Tijuca e Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste, e Ilha do Governador e Penha, na Zona Norte.

A companhia se posicionou afirmando que o acesso das equipes tem sido dificultado por bolsões d’água e pela grande quantidade de árvore caídas. A Light disse ainda que o prazo para restabelecer o serviço depende também da complexidade de cada situação.

“Esclarecemos que, por conta do forte temporal, estamos com um volume atípico de atendimento. Reafirmamos que todas as nossas equipes estão nas ruas atuando para recompor a rede e restabelecer a energia nas regiões que foram mais afetadas”, publicou a concessionária em seu perfil no Twitter.

De acordo com a Light, uma sobrecarga na subestação Grajaú, de Furnas, interrompeu na tarde desta quinta-feira o fornecimento de energia para trechos do Leblon, Copacabana, Jardim Botânico, Humaitá, Gávea, Tijuca, Vila Isabel e Grajaú. A energia já foi normalizada neste caso.

Com informações da Agência Brasil