Lucro líquido da CPFL Energia cresce 80,7% no 1º trimestre

Resultado reflete o bom desempenho operacional dos negócios de geração convencional e de distribuição

A CPFL Energia registrou aumento de 80,7% no lucro líquido do primeiro trimestre para R$ 419 milhões, frente ao mesmo período anterior. Segundo a holding, o resultado reflete o bom desempenho operacional dos negócios de geração convencional e de distribuição, este último influenciado positivamente pela recuperação do mercado consumidor, e a redução dos custos financeiros e operacionais do grupo.

O ebtida avançou 14,3% no período de janeiro a março para R$ 419 milhões. A receita operacional bruta da companhia chegou a R$ 9,637 bilhões nos três primeiros meses do ano, com alta de 10,4%. A receita líquida subiu 15,1% para R$ 6,375 bilhões no período.

“Nossos resultados do primeiro trimestre não trouxeram surpresas. Eles refletem nossa disciplina operacional e a redução das despesas financeiras no período”, afirmou o presidente da CPFL Energia, Andre Dorf, em nota à imprensa.

As despesas com pessoal, material, serviços e outros (PMSO) tiveram queda de 9,4%, para R$ 687 milhões. O grupo ainda registrou diminuição de 29,5% na despesa financeira líquida, para R$ 308 milhões, beneficiada pela redução do custo da dívida com a queda da taxa de juros.

Os investimentos recuaram 37,4% no trimestre para R$ 426 milhões. Para este ano, a previsão do Grupo é investir R$ 2,1 bilhões, com parte do plano de investimento de R$ 10,4 bilhões entre 2018 e 2022. As vendas de energia na área de concessão da CPFL Energia subiram 2,9% para 17.190 GWh, puxadas pelo mercado livre, que registrou ganho de 12,8%; já no mercado cativo, houve redução de 0,9%.