MME define eólicas da Enel Green Power como produtores independentes

Período de obras em duas usinas vai de 1º de março de 2022 até 1º de novembro do mesmo ano, com investimentos na ordem de R$ 138,8 milhões e R$ 123,4 milhões. UFV São Gonçalo 10 também foi aprovada pelo Ministério

O Ministério de Minas e Energia aprovou a operação como produtores independentes de energia dos projetos relativo às EOLs Ventos de Santa Esperança 15 e 17, localizadas em Morro do Chapéu, na Bahia. As usinas são de posse da Enel Green Power e também foram enquadradas pelo Ministério junto ao Reidi e como projetos prioritários. O período de execução vai de 1º de março de 2022 até 1º de novembro do mesmo ano, com os respectivos investimentos na ordem de R$ 138,8 milhões e R$ 123,4 milhões.

O MME também acatou outra solicitação da empresa pela aprovação da UFV São Gonçalo 10, situada em São Gonçalo do Gurguéia, no Piauí. A usina terá as obras executadas de 2020 até 2021, com um aporte de R$ 221,1 milhões sem a incidência de impostos.