Relator otimista com aprovação da MP 814

Júlio Lopes acredita em grande discussão. Lei do gás deve ficar para depois das eleições

O deputado federal Júlio Lopes (PP-RJ) relator da medida provisória 814, está otimista quanto a aprovação no Congresso. De acordo com o deputado, que participou de evento na Associação Comercial do Rio de Janeiro nesta sexta-feira, 18 de maio, a expectativa é que a MP deva ser votada na próxima terça-feira, já que ela tem prioridade sobre outras MPs.

Para o deputado, a interação com o governo permitiu que as alterações feitas levassem a aprovação do relatório. “Acredito que ela vai ser bastante polêmica na discussão, mas aprovada no final”, avisa. Lopes lembrou que na votação a aprovação teve expressiva vitória, com 17 votos a favor e sete contra.

Lei do gás – O deputado classifica ser difícil votar a lei do gás antes das eleições, porque serão realizadas apenas nove sessões no Congresso e logo em seguida entra o processo eleitoral. Lopes ressaltou que a emenda de sua autoria na MP 814 que cria o Fundo de Expansão dos Gasodutos de Transporte e Escoamento da Produção, o Dutogás, inicialmente era para estar na lei do gás, mas ele não conseguiu que ela fosse inserida.