Consumo de gás sobe 9% no 1º trimestre, afirma Abegás

Alta do consumo industrial foi de 6,7% e residencial 19,6%, puxada pelos investimentos das concessionárias em expansão. Resultados mostram retomada do setor, afirma presidente de Associação

O consumo de gás natural no Brasil durante o primeiro trimestre de 2018 apresentou crescimento de 9% frente ao mesmo período do ano passado. É o que aponta os dados compilados pela Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado – Abegás, que ainda registraram 59,55 milhões de metros cúbicos/dia consumidos na média dos dois meses iniciais, ante 54,61 milhões de metros cúbicos/dia no mesmo trimestre de 2017.

No consumo do segmento automotivo, a competitividade do GNV se manteve em todo país, com um acréscimo de 8,3% no primeiro trimestre do ano. No setor comercial, houve alta de 9,3%, enquanto o residencial contou com um salto de 19,6% no índice, reflexo dos investimentos das concessionárias nas respectivas redes de distribuição. Já o consumo da indústria apresentou expansão de 6,7% no período, assim como a cogeração, cujo desempenho subiu 11,8%.

Quanto as regiões, os destaques foram a expansão de 13,5% no consumo residencial no Centro-Oeste e o aumento de 22,4% do segmento comercial no Sul do país.

Segundo análise do presidente executivo da Abegás, Augusto Salomon, os resultados do trimestre mostram que houve uma “retomada consistente do consumo em relação a 2017”, mas que é preciso seguir incentivando a expansão do setor. “É fundamental que o país adote medidas de estímulo aos investimentos na infraestrutura de escoamento e em instalações de processamento do gás natural, o que permitirá levar os benefícios e a segurança do gás natural a uma parcela maior da população”, afirmou o presidente.

Os dados ainda apontam que o número de consumidores de gás natural cresceu 7,3% nos últimos 12 meses, levando o setor energético a mais de 3,3 milhões de clientes. Na geração elétrica, o crescimento foi de 21,7%.