Prysmian fecha contratos de R$ 187 milhões com Eletropaulo e Copel para construção de linhas subterrâneas

Empresa será responsável pelo fornecimento de materiais, obras civis, montagem eletromecânica, testes e comissionamento de todo o sistema de abastecimento de energia nos dois projetos em que está envolvida

A Prysmian Brasil assinou contratos com a Eletropaulo e a Copel com vistas à implantação de sistemas subterrâneos de transmissão de energia nas cidades de São Paulo (SP) e Curitiba (PR), com o valor total de R$ 187 milhões. Nos dois projetos, o escopo inclui fornecimento de materiais, equipamentos e técnicos para realizar obras civis, montagem eletromecânica, testes e comissionamento da linha de transmissão subterrânea.

Em São Paulo, a nova linha conectará a rede de energia da Eletropaulo à Estação Transformadora de Distribuição (ETD) Vila Formosa, na zona leste da capital, com extensão total de aproximadamente 2,9 quilômetros. A implantação do empreendimento beneficiará os bairros Parque São Lucas, Jardim Guairaca, Vila Macedópolis e Vila Alpina.

Na capital paranaense, o empreendimento será construído na região leste e vai interligar a subestação Curitiba-Centro à subestação Uberaba, num total de 8 quilômetros.

Serão retiradas as torres de energia da Avenida Comendador Franco, que liga Curitiba a cidade satélite de São José dos Pinhais. A linha aérea hoje existente será desativada, com a retirada de 25 torres, 20 superpostes e 42 quilômetros de cabos condutores instalados ao longo do canteiro central. De acordo com a empresa, a construção de uma nova linha tornará o sistema menos vulnerável a desligamentos acidentais e mais adequado ao crescimento urbano da região.

Segundo o diretor da divisão de energia da Prysmian Brasil, João Carro Aderaldo, é possível perceber uma retomada gradual dos investimentos em energia. “Apesar do pequeno número de redes subterrâneas, acreditamos em um crescimento importante nos investimentos nesses projetos nos próximos anos”, afirmou em tom otimista.