São Paulo despenca e fica em 18º no ranking de atratividade do ACL para renováveis

Rio de Janeiro subiu uma posição e ficou em 5º; Levantamento aponta mês de junho como maior queda da competitividade no ano

A FDR Energia divulgou a atualização do Índice Nacional de Atratividade do Mercado Livre para Fontes Limpas de Energia do mês de junho. O levantamento mostra que o estado de São Paulo caiu cinco colocações no ranking, caindo da 13a posição em janeiro para a 18a em junho.

Já o Rio de Janeiro subiu uma posição na classificação, ficando em 5º lugar, superado apenas por Tocantins, Pará, Espírito Santo e Goiás.

O levantamento geral aponta junho como o período de maior queda da atratividade das fontes limpas de energia no mercado livre no ano, com a média de “0,507”, no comparativo com maio, que registrou “0,526”.

“Com base nesse estudo, as empresas podem calcular se vale a pena migrar para o ambiente livre em cada unidade da federação”, afirmou Erick Azevedo, sócio diretor da FDR Energia. “Podemos também perceber uma elevação nos preços devido ao regime de chuvas”, complementou.