RGE Sul aplica R$ 16,4 milhões na Região Central

Obras vão ampliar em 60% a capacidade energética de Formigueiro, São Sepé, Caçapava do Sul, Santana da Boa Vista e Santa Maria, beneficiando mais de 36 mil clientes

A RGE Sul concluiu a ampliação da Subestação Formigueiro e a construção de uma linha de transmissão de 12 km na região central do Rio Grande do Sul. As obras angariaram uma soma de R$ 16,43 milhões em recursos que irão beneficiar mais de 36 mil consumidores da concessionária.

Além da LT, com a instalação de 98 estruturas metálicas, 82 sendo de fibra, a iniciativa contou com o acréscimo de dois transformadores à rede. A escolha da fibra é por se tratar de um material de baixo impacto ambiental, que não deteriora, resistente à corrosão, fungos e ao fogo. Um poste de concreto, para este projeto, pesa em média 15 Kg, enquanto que um de fibra fica em 1.5 Kg, 10% do peso original. Isso reduz a exigência de equipamentos de maior tração, abaixando o consumo de combustível e emissão de CO², tempo de obra e quantidade de profissionais envolvidos.

“Estamos aumentando a oferta de energia em 60% para Formigueiro, São Sepé, Caçapava do Sul, Santana da Boa Vista e parte de Santa Maria. A região tem grande disponibilidade de energia no sistema de distribuição, que possibilitará o desenvolvimento econômico e social, com perspectivas de atrair novos empreendimento que podem gerar emprego e renda, num momento em que todo o país precisa desses investimentos”, comentou o presidente da RGE Sul, José Carlos Tadiello.

Durante os mais de 10 meses de trabalho, cerca de 60 colaboradores, entre técnicos e eletricistas, trabalharam diariamente na execução dos serviços: “Uma ampliação que permite aumento de cargas nas SE’s Formigueiro, São Sepé e Caçapava do Sul”, complementou Leandro Nascimento da Silva, gerente de engenharia da concessionária. Segundo ele, o aporte contribui para a confiabilidade do sistema que interliga as subestações envolvidas.

Durante o primeiro trimestre de 2018, uma injeção significativa de investimentos foram empreendidos pela distribuidora gaúcha, que aplicou R$ 87,6 milhões em obras e trocou 11,5 mil postes nos 118 municípios de sua área de concessão.