Lote 3 do leilão de transmissão fica com Sterlite Power Grid

Deságio apresentado foi de 58,54% ante a RAP máxima de R$ 205.139.050,00

O terceiro lote do certame de transmissão, o maior em disputa em termos de receita anual e de investimento previsto, foi arrematado pela indiana Sterlite Power Grid que ofertou uma RAP de R$ 85,050 milhões ante um teto de R$ 205.139.050,00, deságio de 58,54%. O lote foi o pivô da liminar que suspendeu o leilão por sete horas. A empresa JAAC se habilitou isoladamente, mas depositou as garantias como participante do Consórcio Lara/JAAC, o que a tornou inabilitada, pois isso representava, pelas regras do certame, uma nova habilitação. O consórcio apresentou oferta de R$ 90 milhões.

O lote 3 é formado pelos seguintes projetos:

LT 500 kV Pacatuba – Jaguaruana II – C1 – 155,03 km;
LT 500 kV Jaguaruana II – Açu III – C1 – 113,95 km;
LT 230 kV Jaguaruana II – Mossoró IV – CD – C1 e C2 – 2 x 54,54 km;
LT 230 kV Jaguaruana II – Russas II – C1, com 32 km;
LT 230 kV Caraúbas II – Açu III – CD – C1 e C2, com 2 x 65,13 km;
SE 500/230 kV Jaguaruana II – (6+1 res.) x 250 MVA;
SE 500/230 kV Jaguaruana II – Compensador Estático (-150 / + 300) MVA;
SE 500/230/69 kV Pacatuba – 500/230 kV – (6+1R) x 200MVA e 230/69kV – 2 x 200 MVA;
SE 230/69 kV Caraúbas II – 2 x 100 MVA;
Secc da LT 500 kV Fortaleza II – Pecém II – C1 na SE Pacatuba – 2 x 0,5 km;