Aneel autoriza aumento médio de 15,55% para tarifas da Energisa Sul-Sudeste

Distribuidora resultante do agrupamento de cinco empresas do interior de SP atende 772 mil unidades consumidoras

O reajuste anual da Energisa Sul-Sudeste Distribuidora de Energia vai levar a um aumento médio nas tarifas de 15,55%, com efeito médio de 16,74% para os consumidores em alta tensão e de 15,06% para os de baixa tensão. Os novos valores serão aplicados a partir de 12 de julho.

O reajuste é resultante do aumento do custo de compra de energia, que teve participação de 4,19% no índice final.  Os encargos setoriais tiveram peso de 2,13% e a transmissão de  -0,07%.

A empresa resultante da fusão de cinco pequenas distribuidoras da Energisa no interior de São Paulo atende 772 mil unidades consumidoras e tem faturamento anual em torno de R$ 1,5 bilhão. O agrupamento das concessões foi aprovado no ano passado pela Agencia Nacional de Energia Elétrica.

Cooperativa

A Aneel também autorizou o reajuste das tarifas da Cooperativa de Eletrificação da Região de Itapecerica da Serra, no interior de São Paulo. O aumento médio será de 10%, com efeito médio de 13,79% para consumidores atendidos em alta tensão e de 9,81% para os baixa tensão.

As  novas tarifas de Ceris serão aplicadas a partir de 30 de julho. A cooperativa atende 6 mil unidades consumidoras.