Fitch atribui rating ‘AAA (bra)’ para emissão de R$ 395 milhões da Transmissora JMM

Rating reflete baixa complexidade de projeto, que tem 817 km de extensão e passa por Bahia e Piauí

A agência de classificação de risco Fitch Ratings atribuiu Rating Nacional de Longo Prazo ‘AAA (bra) ’, com Perspectiva Estável, à primeira emissão de debêntures da Transmissora José Maria de Macedo de Eletricidade. A transação, no valor de R$ 395 milhões, será emitida em série única, com vencimento em 2036.

De acordo com a Fitch, O rating reflete a relativamente baixa complexidade da operação, da manutenção e dos investimentos ao longo da vida do ativo, aliados à natureza estável e previsível das receitas, baseadas em disponibilidade. Os Índices de Cobertura do Serviço da Dívida mínimo e médio no cenário de rating da Fitch oferecem flexibilidade de custo relativamente confortável. De 2019 a 2030, os DSCRs devem ficar abaixo de 1,30 vez, sendo condizentes com um rating ‘AA (bra) ’.

O projeto contempla cinco trechos de uma linha de transmissão, que totalizam 817 km, além de duas novas subestações e a ampliação de outras duas. Está localizado nos estados da Bahia e do Piauí. A JMM assinou contrato de O&M com a Setec. Seus acionistas são a Cymi e o Brasil Energia Fundo de Investimentos em Participações Multiestratégia, por meio da Brookfield. Em julho de 2018, o projeto estava cerca de 99% construído, com faturamento equivalente a 94,45% da RAP.