UHE Baixo Iguaçu deve entrar em operação em janeiro de 2019

Além de UHE, Copel também revisa prazo de entrada em operação de complexo eólico no RN

A Copel informou em comunicado ao mercado na última sexta-feira, 30 de julho, que a primeira unidade da hidrelétrica de Baixo Iguaçu (PR – 350 MW) deve começar a fornecer energia para o sistema a partir de janeiro de 2019. A previsão anterior para entrada em operação era novembro de 2018. De acordo com a Copel, no canteiro de obras, as atividades de desvio de segunda fase, montagem da casa de força e do vertedouro estão em pleno andamento, assim como os programas fundiários e socioambientais. A Copel tem a Neoenergia como sócia neste empreendimento.

Outro cronograma que teve a o começo de operação alterado foi o do complexo eólico Cutia (RN – 320 MW). De julho deste ano ela muda para o mês de agosto. De acordo com o Contrato de Energia de Reserva, a receita prevista para o período de 1º de outubro de 2017 até a entrada em operação comercial de cada unidade dos parques ficará retida e será usada para abater os ressarcimentos devidos por eventual geração anual ou quadrienal abaixo do contratado. Uma eventual sobra será lançada como crédito. Segundo a Copel, não entregar a energia não deixará o vendedor exposto no mercado livre.