Energia Elétrica puxa IPCA-15 de agosto, segundo IBGE

Reajustes em São Paulo e Belém impactaram o insumo, que teve alta de 3,59%

A energia elétrica teve uma alta de 3,59% apurada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), segundo o IBGE. Com isso, o insumo foi o principal impacto no índice do mês, com 0,14 p.p. O IPCA-15 de agosto fechou em 0,13%, abaixo dos 0,64% de julho. Esta é a menor taxa para um mês de agosto desde 2010 (-0,05%).

No acumulado do ano, a variação do IPCA-15 ficou em 3,14%. O acumulado dos últimos doze meses ficou em 4,30%, abaixo dos 4,53% registrados nos 12 meses anteriores. Em agosto de 2017, a taxa foi de 0,35%. A variação da energia elétrica foi afetada pelos reajustes tarifários de São Paulo (7,84%), aplicado a partir de 4 de julho, e Belém (0,72%), a partir de 7 de agosto. O grupo Habitação, onde fica inscrita energia elétrica, teve alta de 1,10%.