Bandeira continua vermelha 2 em setembro

Custo da energia no auge do período seco reflete as condições hidrológicas desfavoráveis

A bandeira tarifaria de setembro será vermelha patamar 2, pelo quarto mês consecutivo, em consequência das condições hidrológicas desfavoráveis e da redução no nível dos reservatórios do Sistema Interligado. Com isso, o consumidor em baixa tensão terá custo adicional de R$ 5 a cada 100 kWh consumidos.

A Agência Nacional de Energia Elétrica lembra que o Preço de Liquidação das Diferenças, usado nas operações do mercado de curto prazo, está próximo do valor máximo, e não há perspectiva de melhora do risco hidrológico (GSF). A bandeira foi divulgada pela Aneel nesta sexta-feira, 31 de agosto.