BYD entrega ônibus elétricos para transporte coletivo de Bauru

Veículos D9W com carroceria Marcopolo são movidos a bateria de ferro-lítio, com autonomia de 250 quilômetros, além de motores que não emitem poluentes e são mais silenciosos

A BYD forneceu dois ônibus 100% elétricos BYD D9W com carroceria Marcopolo à cidade de Bauru (SP). Os veículos foram adquiridos pelas empresas concessionárias locais, Cidade Sem Limites e Grande Bauru, integrantes do Grupo Constantino.

O primeiro veículo chegou no dia 31 de agosto à cidade, e a previsão é que comece a circular no dia 10 de setembro, fazendo a linha “Nobuji Nagasawa-Centro”, diariamente, das 6h às 19h. Dentro de 15 dias, o segundo veículo deverá desembarcar em Bauru para iniciar suas atividades entre o fim de setembro e início de outubro, ainda com itinerário indefinido.

Com capacidade para transportar 32 pessoas sentadas e 38 em pé, incluindo espaço para cadeirante, os ônibus são movidos a bateria de ferro-lítio, com autonomia de 250 quilômetros. Segundo o prefeito de Bauru, Sr. Clodoaldo Gazzetta, os dois veículos são dotados de tecnologia avançada, com motores que não emitem poluentes e são mais silenciosos. “A entrada em operação ônibus é um modelo embrionário de transporte público sustentável que certamente será o modelo adotado pelas principais cidades do mundo nos próximos 30 anos, declarou.

Wilson Pereira, Vice-Presidente Sênior de Vendas da BYD, ressaltou que a empresa continuará realizando grandes investimentos em sua operação local, “compartilhando com os brasileiros sua missão de promover inovações tecnológicas para uma vida melhor”.

Ônibus elétricos representam um grande instrumento para a redução de poluentes locais e de gases causadores do efeito estufa. Na média, cada veículo em operação urbana reduz cerca de 1,8 toneladas de CO2 equivalentes, o que representa o plantio de mais de 11 árvores ao ano, além de evitar a emissão local de 118,814 kg de NOx e 1,152 kg de material particulado, os dois maiores vilões para a saúde pública. Esses valores se referem a comparação aos ônibus diesel novos, Euro 5, com rodagem média de 6.000 km/mês.