CMSE mantém geração por ordem de mérito

O comitê havia autorizado o desligamento de termelétricas mais caras desde o ultimo sábado, 6 de outubro

O Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico manteve a decisão de não despachar usinas termelétricas fora da ordem de mérito, em razão da melhora no cenário hidrológico nos últimos dias. O CMSE realizou reunião extraordinária de avaliação das condições de atendimento do Sistema Interligado nesta quarta-feira, 10 de outubro.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico vinha despachando usinas térmicas mais caras desde 1º de setembro. Foram acionadas inicialmente termelétricas com Custo Variável Unitário até R$ 766,28/MWh, limite reduzido depois para R$ 548,04/MWh. No ultimo sábado, 6, o ONS passou a acionar usinas mais baratas, por decisão do Comitê de Monitoramento.

Em nota divulgada após a reunião de hoje, o CMSE informou que estão previstas chuvas acima da média histórica na região Sul nos próximos sete dias, e que a melhora nas afluências na região  deve possibilitar o aumento do intercambio de energia para o Sudeste Centro-Oeste. Para a região central do país, especialmente Sudeste e Centro-Oeste, é esperado aumento das precipitações na segunda semana de outubro.

No ultimo dia 8, o nível de armazenamento do subsistema SE/CO atingiu 21,5%, segundo o CMSE, valor 2,3% acima da curva de referência para as duas regiões. O Comitê vai manter as reuniões semanais de avaliação.