Fitch eleva rating da 2ª emissão de debêntures da BMTE para ‘AAA(bra)’

Perspectiva estável reflete entrada antecipada em operação comercial de projeto da transmissora em 2017. Índices de Cobertura do Serviço da Dívida mínimo e médio são de 1,30x e 1,43x, respectivamente

A agência de classificação Fitch Ratings elevou o Rating Nacional de Longo Prazo da segunda emissão de debêntures da Belo Monte Transmissora para ‘AAA(bra)’. A perspectiva da avaliação é Estável.

A elevação da classificação reflete a entrada em operação comercial do projeto em dezembro de 2017, com dois meses de antecedência em relação a sua obrigação contratual, e a performance operacional acima do esperado pela agência desde então. As métricas do projeto já eram compatíveis com o rating atual.

Os Índices de Cobertura do Serviço da Dívida (Debt service Coverage Ratios – DSCRs) mínimo e médio de 1,30 vez e 1,43 vez, respectivamente, no cenário de rating (que inclui estresse de realistic outside cost – ROC de 7,5%) e um múltiplo de ROC de 44,2 vezes, consistentes com o rating atual.

Com base em junho de 2018, a BMTE possuía R$ 105 milhões em contas reservas e conta de pagamento das debêntures. Os custos de O&M do projeto de janeiro a agosto de 2018, cerca de R$ 38,4 milhões, estão em linha com o estimado pela Fitch em seu cenário-base.