Coprel e Ceriluz dão andamento à construção de CGH no RS

Cooperativas assinaram contrato para aquisição de turbinas e geradores para a usina Igrejinha, estimada em R$30 milhões e que contará com 4,85 MW de potência instalada

As cooperativas Coprel e Ceriluz assinaram um contrato para compra de turbinas e geradores da Central Geradora Hidrelétrica Igrejinha, num projeto estimado em 4,85 MW de potência instalada e investimento de R$ 30 milhões, e que segue em andamento no município de Boa Vista do Cadeado (RS).

Assinaram o contrato o presidente da Ceriluz, Iloir de Pauli, o presidente da Coprel, Jânio Vital Stefanello, e os representantes das empresas contempladas pelo contrato – Hacker e Automatic – Eli Moraes e Giovani Carlo Knolseinsen, respectivamente, além da prefeita em exercício do município, Maria Inês Dalla Costa.

O presidente da Ceriluz, Iloir de Pauli, destacou a união das cooperativas como fator facilitador para a execução do projeto. “A Ceriluz precisaria construir uma rede de transmissão de mais de 40 quilômetros, caso implantasse essa usina sozinha. A parceria com a Coprel viabilizou sua construção e com certeza garantirá o sucesso de mais esse projeto”, afirmou. Já a prefeita em exercício de Boa Vista do Cadeado, Maria Inês Dalla Costa, demonstrou a ansiedade do Executivo e da população em receber a obra. “Com certeza será um investimento importante para o município, que fomentará a economia e, claro, ao estar concluída, garantirá energia de qualidade aos nossos munícipes”, afirmou.

O presidente da Coprel, Jânio Vital Stefanello, ressaltou que as duas cooperativas atendem o município de Boa Vista do Cadeado com a distribuição de energia elétrica e, agora também estão unidas para gerar energia no município. “Nosso relacionamento não é somente institucional, mas nos negócios, essa parceria otimizou e viabilizou o projeto. É o cooperativismo se unindo e fazendo diferença em momentos de crise”.

A CGH Igrejinha já está com Licença de Instalação (LI) emitida pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental – Fepam, desde o final de 2017 e será instalada no leito do rio Ijuizinho, na comunidade de Ponte Queimada, em Boa Vista do Cadeado. A Ceriluz  possui 59% do projeto e a Coprel, 41%.