BRDE acerta financiamento de € 80 milhões com banco europeu para renováveis e eficiência energética

BEI é instrumento financeiro da União Europeia. Projetos deverão seguir políticas de avaliação ambiental, social e de licitação do banco

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul formalizou na última segunda-feira, 26 de novembro, um contrato financeiro com o Banco Europeu de Investimentos no valor de € 80 milhões – cerca de R$ 353 milhões – para financiar projetos com foco em energia renovável, eficiência energética e mobilidade urbana. A assinatura do contrato ocorreu no Palácio Iguaçu, com a presença da governadora Cida Borghetti.

Os recursos do banco europeu serão disponibilizados a projetos do Paraná, Santa Catarina e do Rio Grande do Sul. A governadora lembrou que o Paraná incentiva a geração de energia renovável e citou a Lei 19.500, que institui a Política Estadual do Biogás e do Biometano. De acordo com ela, está sendo deixado um legado para os paranaenses, já que o estado é um dos principais geradores de energia limpa do País.

O contrato é resultado dos entendimentos que foram iniciados em 2017, quando o BRDE recebeu a visita técnica do BEI no Brasil. A aproximação com a instituição se deu especialmente pelo reconhecimento da Política de Responsabilidade Socioambiental do BRDE na contratação de operações financeiras através de programas como o BRDE Produção e Consumo Sustentáveis. Atualmente, o BRDE é o principal financiador de projetos de PCHs e CGHs do estado do Paraná, segundo o presidente do banco, Orlando Pessuti. Para ele, com mais este recurso, será possível mais em projetos de energias renováveis, seja através da iniciativa privada ou por meio de projetos que visem à eficiência energética e mobilidade urbana nas cidades da região Sul.

Alexandre Varela, responsável pelas operações do BEI no Brasil e na América Latina, explicou que os projetos elegíveis devem seguir as políticas de avaliação ambiental, social e de licitação do banco. Segundo ele, o BRDE é a primeira instituição financeira com quem o BEI faz uma operação destinada a energias renováveis e eficiência energética. O BEI é o instrumento financeiro da União Europeia e seus acionistas são os países-membros do bloco. Ele se apresenta como o maior mutuário e mutuante multilateral do mundo e proporciona financiamento e conhecimentos especializados a projetos de investimentos sólidos e sustentáveis.