Eneva incorpora subsidiária Parnaíba Gás Natural

Deliberação foi tomada pelos acionistas em AGE realizada no final de novembro

Os acionistas da Eneva aprovaram em assembleia geral extraordinária, realizada em 30 de novembro, a incorporação da subsidiária integral Parnaíba Gás Natural, empresa exploradora e produtora de gás natural que é utilizado como combustível para o complexo térmico da geradora no Maranhão. Em razão da operação, a companhia incorporará a totalidade dos ativos e passivos da PGN. Além disso, informou a empresa, essa medida não implicará em aumento de capital da Eneva e será realizada apenas mediante a transferência da totalidade dos ativos de titularidade da PGN à Eneva.

Em decorrência da incorporação, a PGN será extinta e sucedida pela companhia em todos os seus direitos e obrigações, nos termos do artigo 227 da Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976, conforme alterada e os efeitos serão produzidos a partir de 30 de novembro, data da reunião.

Segundo o Fato Relevante da Eneva publicado no site da Comissão de Valores Mobiliários, os principais benefícios relacionados são a simplificação da estrutura acionária e a redução de atividades administrativas e de obrigações acessórias no nível dos acionistas da Eneva. Não é relatado custos relevantes envolvidos na operação e nem há fatores de risco envolvidos.