Energisa promete investimentos para recuperar a Eletroacre

Grupo assinou o contrato de concessão da distribuidora, privatizada em agosto desse ano

O presidente do Grupo Energisa, Mauricio Botelho, assinou o contrato de concessão da Companhia de Eletricidade do Acre com a promessa de ampliar os investimentos na distribuidora, que têm sido da ordem de R$ 50 milhões por ano nos últimos anos. Em 2019, segundo Botelho, deverão ser investidos R$ 228 milhões, um recorde para a Eletroacre.

A companhia promoveu um aumento de capital de R$ 238 milhões na ultima quinta-feira, 6, quando assumiu o controle da Eletroacre. Parte desses recursos foi usada para o pagamento de dívidas da empresa.

Em cerimônia realizada na Aneel nesta sexta-feira, 7, o executivo do grupo mineiro anunciou que a prioridade é interligar determinadas áreas que  estão em sistemas isolados, reestruturar o endividamento da companhia, melhorar a qualidade  do serviço prestado e combater o índice elevado de perdas. “Esse é o jeito Energisa de fazer: agil e simplificado”, disse Botelho.

A Energisa já havia assinado o contrato  da Companhia Energética de Rondonia, tambem adquirida em leilão no dia 30 de agosto. Com a Ceron e a Eletroacre, o grupo passa a ter 11 distribuidoras com 7,6 milhões de clientes em 862 municípios.