Copel aguarda LO para iniciar testes em Colíder

Usina foi leiloada em 2010 e agora a estimativa é de que a operação comercial seja iniciada em janeiro de 2019

A Copel aguarda pela emissão da Licença de Operação da UHE Colíder (MT-300) pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Mato Grosso (Sema) para que dê início aos testes da UG1 da hidrelétrica. A unidade está liberada para operação em teste, conforme Despacho Aneel nº 2.859 de 6 de dezembro de 2018, mas depende da liberação deste documento ambiental para iniciar os ensaios finais na unidade geradora.
De acordo com o comunicado da estatal paranaense, a expectativa era a de ter o documento na semana passada, mas houve atraso na emissão o que deslocou o cronograma dos testes finais e, consequentemente, o início da operação comercial. A empresa indica que “nos próximos dias sejam finalizados os trâmites da Sema para a emissão da respectiva LO, o que possibilitaria o início da operação comercial em janeiro de 2019”. Além disso relatou a companhia, “o problema no sistema de movimentação das comportas de jusante das unidades geradoras, mencionado no Fato Relevante 11/18, foi solucionado com as medidas corretivas prontamente adotadas”.
A UHE Colíder está localizada no rio Teles Pires, foi arrematada em leilão de energia nova A-5 em julho de 2010 e a previsão era a de iniciar a operação comercial em 2015. São 180 MW médios de garantia física sendo 125 WM médios comercializados no ACR ao preço de R$ 103,40/MWh, pelo prazo de 30 anos. A estimativa inicial de investimentos era de R$ 1,3 bilhão.