Nova controladora da Cesp protocola pedido de OPA

Valor para acionistas preferenciais ée de 80% do pago na privatização e 100% para os detentores de papeis ON

A VTRM, nova controladora direta e indireta da Cesp, informou que protocolou pedido de registro de oferta pública de aquisição de ações ordinárias e preferenciais classe B de emissão da geradora na Comissão de Valores Mobiliários e na B3.  A OPA terá por objeto a aquisição de até a totalidade das ações ordinárias e das ações preferenciais classe B de emissão da Companhia, exceto aquelas de titularidade da VTRM e das pessoas a ela vinculadas e ações em tesouraria. O pedido, esclareceu a empresa, tem a finalidade de cumprir as formalidades legais e estatutárias aplicáveis à alienação do controle da geradora privatizada em 2018.
Por se tratar de OPA por alienação de controle e de acordo com os termos e condições do Estatuto Social da Companhia, a VTRM oferecerá aos acionistas titulares de ações ordinárias um preço equivalente a 80% do maior valor pago por ação no âmbito da transferência de controle da Companhia. E ainda, aos detentores de ações preferenciais classe B um preço equivalente a 100% do maior valor pago por ação no âmbito da transferência de controle da companhia.
A Votorantim Energia e o fundo de pensão canadense CPPIB foram os únicos interessados em comprar o controle da elétrica Cesp. As empresas pagaram R$ 1,7 bilhão por um lote de 116.450.297 ações oferecidas pelo governo do Estado de São Paulo, equivalente 35,56% do capital social da concessionária. O preço final por ação foi de R$ 14,60, ágio de 2,09% sobre o valor mínimo de R$ 14,30 estipulado pelo governo. Não houve concorrentes. O leilão aconteceu na sexta-feira, 19 de outubro.