Linhão de Belo Monte fica indisponível após queda de torres

Três estruturas caíram por causas desconhecidas, havia vendaval no momento da queda

O Operador Nacional do Sistema Elétrico informou nesta terça-feira, 15 de janeiro, que o linhão de Belo Monte está indisponível desta o fim da noite do último domingo, 13. De acordo com o ONS, as 22:58 horas, o bipolo de corrente contínua Xingu/Estreito, de 800 kV, da empresa Belo Monte Transmissora de Energia, ficou indisponível.

Após inspeções iniciais da empresa, na segunda-feira, 14, o ONS foi informado da queda de três torres do sistema, na divisa dos municípios de Ipameri e Catalão, em Goiás. Segundo o Operador, as causas da queda ainda está sendo avaliada, mas foi relatado a ocorrência de vendaval no horário do incidente.

“Cabe destacar que não houve interrupção de carga devido a essa ocorrência no sistema, sendo atendidos os critérios de operação referentes à tensão e frequência”, observou o ONS. Ainda, segundo o Operador, estão sendo tomadas as medidas operativas necessárias para garantir a continuidade do suprimento de energia no país, incluindo o escoamento da maior parte da energia produzida em Belo Monte através do sistema de transmissão disponível e acionamento de geração hidráulica e térmica adicional.