Energia registra variação negativa de 0,73% no IPCA-15 de janeiro

Variação negativa contribuiu para o percentual de 0,08% no grupo Habitação, segundo o levantamento do IBGE

O mais recente levantamento do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), divulgado nesta quarta-feira (23) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra queda, pelo quarto mês consecutivo, do item Energia. A redução não foi tão intensa se comparada ao mês anterior, quando chegou a 3,61% na composição da pesquisa. A variação negativa de 0,73% contribuiu para o percentual de 0,08% no grupo Habitação.

O IPCA-15 foi de 0,30% em janeiro e ficou 0,46 ponto percentual maior que a taxa de dezembro, que teve variação negativa de 0,16%. O resultado é o menor para o mês desde a implantação do Plano Real, em 1994. Já o acumulado nos últimos doze meses ficou em 3,77%, abaixo dos 3,86% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em janeiro de 2018, a taxa foi de 0,39%.

As regiões pesquisadas variaram entre a queda de 2,44% em Fortaleza até a alta de 0,66% em Belo Horizonte. Desde o início de dezembro, está em vigor a bandeira tarifária verde, sem cobrança adicional na conta de luz. Ainda em energia, as regiões pesquisadas variaram entre a queda de 2,44% em Fortaleza até a alta de 0,66% em Belo Horizonte. A energia elétrica também impactou na deflação de 0,08% verificada em Curitiba, com a queda de 1,39%.