Fitch reafirma notas de crédito da Engie Brasil

Para a agência de classificação de risco, ratings refletem a posição de destaque da companhia no mercado de geração de energia do Brasil

A agência de classificação de risco Fitch afirmou os ratings de inadimplência do emissor (IDRs) da Engie Brasil em moeda estrangeira e moeda local em ‘BB’ e ‘BBB- ‘, respectivamente, e reafirmou o rating nacional de longo prazo “AAA (bra) “, com perspectiva estável.

Segundo a Fitch, os ratings da Engie Brasil refletem sua posição de destaque no mercado como a maior empresa privada de geração de energia elétrica do Brasil, com um portfólio relevante e diversificado, eficiência operacional e geração robusta de fluxo de caixa operacional beneficiada pela existência de contratos de compra de energia de longo prazo com seus clientes. Em menor grau, a análise da Fitch considerou a expertise do setor de sua controladora como uma empresa de energia global relevante. A empresa também se beneficia de seu perfil financeiro conservador, com baixa alavancagem histórica e forte flexibilidade financeira para lidar com as novas necessidades de dívida resultantes de investimentos em seu ciclo de crescimento de ativos.

O IDR da Engie Brasil é limitado pelo teto do Brasil no BB, já que a empresa gera todas as suas receitas em moeda local, sem caixa e com linhas de crédito comprometidas no exterior. A análise não incorpora qualquer suporte potencial da empresa controladora. A Fitch também considera a diferença de três níveis entre o IDR da empresa e o rating soberano, conforme apropriado, devido a sua natureza regulada. A Fitch também espera que a Engie Brasil seja capaz de sustentar seu sólido perfil de crédito consolidado nos próximos anos, apesar de um período de maiores níveis de investimento.