EDP investe R$ 13,3 milhões e inaugura subestação em SP

Estação aumentará em 60% a capacidade do sistema energético de Guararema, aprimorando a qualidade do fornecimento aos clientes atuais e possibilitando novas ligações de energia com segurança

A EDP inaugurou oficialmente a Estação de Transformação de Distribuição de Energia (ETD) Parateí, em Guararema, estado de São Paulo. O empreendimento, que recebeu um aporte de R$ 13,3 milhões, irá expandir em 60% a capacidade do sistema energético da cidade, acompanhando o desenvolvimento econômico regional, além de beneficiar a população com melhoria na qualidade no fornecimento de eletricidade.

Localizada no bairro Industrial, a nova estação está numa área de 4.730 m² e conta com dois transformadores de 7,5/9,375 MVA, distribuídos em seis alimentadores de média tensão, que permitem maior confiabilidade ao sistema elétrico local, impactando de forma benéfica toda cidade, que tem um crescimento e desenvolvimento econômico previsto para os próximos anos. Hoje é composta por 44 mil unidades consumidoras. A ETD também possui um sistema tecnológico de acústica que impede a propagação do som para o meio externo e 100% da iluminação por lâmpadas LED, garantindo maior eficiência.

As operações da estação serão telecomandadas remotamente via Centro de Operação Integrado (COI), localizado na sede da EDP, em Mogi das Cruzes. Totalmente digitalizada, a unidade possui um sistema integrado de supervisão, comando, controle e proteção. Além disso, há um moderno sistema de vídeo-monitoramento para segurança, que também permite aos operadores do COI visualizarem, de forma remota, as operações e serviços realizados nos equipamentos de alta tensão. Para conectar a ETD ao sistema da distribuidora, foram construídos 6,6 km de rede aérea, com tecnologia que minimiza o impacto de agentes externos como a vegetação.

Atualmente, a EDP SP atende 1,9 milhão de clientes, cerca de 4,5 milhões de pessoas, e tem em sua área de concessão 63 subestações. A construção, ampliação e modernização de estações são obras importantes para acompanhar o aumento da demanda de energia em diferentes regiões, conforme o crescimento das cidades, além de melhorar a entrega de energia aos consumidores. Marney Antunes, diretor geral da EDP, salientou que a subestação foi planejada para reforçar a capacidade de abastecimento energético e assegurar esse crescimento econômico na localidade.

“Nossa infraestrutura de distribuição de energia estará preparada para novos investimentos que cheguem à região, além de reforçar a confiabilidade dentro de elevadas condições técnicas e de segurança, melhorando a qualidade no fornecimento de energia”, afirmou.